MLB 2017: Melhores e Piores Apostas – Arremessadores





MLB 2017: Melhores e Piores Apostas – Arremessadores

Chegando na metade da temporada e na pausa para o All-Star Game, trago este artigo no intuito de mostrar quais foram os arremessadores mais lucrativos e os que trouxeram os maiores prejuízos na temporada até aqui e tentar buscar uma explicação para cada caso especifico. 

Será que os oddmakers erraram consistentemente na avaliação de algum arremessador? Será que pitchers não muito bons deram sorte na temporada até aqui? Será que grandes arremessadores estão sendo constantemente supervalorizados? São essas questões que tentaremos dissecar ao longo dessa análise. 

O lucro ou prejuízo postado é referente a uma aposta cega em cada jogo iniciado pelo arremessador, respeitando a odd média disponível a favor do pitcher em cada confronto. O artigo não é referente as minha apostas e sim aos arremessadores que foram mais lucrativos ou que produziram os maiores prejuízos durante a primeira metade da temporada. 

É importante ter em mente, que nem sempre os arremessadores mais lucrativos até o momento, continuarão sendo boas opções de aposta no decorrer da temporada. A tendência é que os oddmakers ajustem as linhas para amenizar os prejuízos ou que uma regressão negativa atinja aqueles que de fato só produziram lucro por estarem tendo performances bem acima do esperado com base nas projeções. 

Nos totais, os arremessadores não foram ranqueados pelo maior número de overs ou under e sim pela porcentagem, considerando um número mínimo de 10 jogos iniciados para serem elegíveis. 

Mais Lucrativos

1)    Clayton Kershaw (LHP, Los Angeles Dodgers) +11,90und

Kershaw já não é o melhor arremessador da liga, esse posto pertence a Chris Sale nessa temporada, mas ele foi o mais lucrativo na primeira metade da temporada. Atuando por um dos melhores times desse ano, Kershaw só foi marcado com duas derrotas e os Dodgers venceram 16 dos 18 começos do arremessador. Mesmo recebendo odds baixas na maioria das partidas, Kershaw assumiu o 1° lugar devido ao alto número de vitórias. Importante notar que mesmo sendo consistentemente o melhor arremessador da liga ao longo dos últimos anos, Kershaw nem sempre foi uma grande opção de aposta, recebendo pouco suporte de sua equipe e tendo postado duas temporadas onde produziu prejuízo no final. 

2)    Jason Vargas (LHP, Kansas City Royals) +11,0und

Vargas é semelhante a Kershaw no ponto em que seu time tem dado suporte em seus começos, o que faz gravar poucas derrotas e com isso produzir enorme lucro. No entanto, diferente de Kershaw, aqui os oddakers não possuem uma boa noção sobre o arremessador. Vargas nunca havia apresentado esse nível de talento anteriormente e seus números periféricos são condizentes com os da carreira, deixando o baixo ERA por conta de um LOB% 84,7, suscetível a cair durante a segunda metade da temporada e tornar o arremessador bem menos lucrativo. 

3)    Taijuan Walker (RHP, Arizona Diamondbacks) +8,60und

Vindo de duas temporadas fracas com os Seattle Mariners, Walker trocou de equipe e foi bastante eficiente nessa primeira metade de temporada. O arremessador passou um tempo machucado e fez cinco jogos a menos do que Kershaw – que lidera a lista -. Além de ter mantido um baixo ERA e dos Diamondbacks terem perdido apenas três jogos com o arremessador no monte, os oddmakers o desvalorizaram em boa parte das partidas, já que seus periféricos não estão muito diferentes das últimas temporadas e apontam que o arremessador não deverá sustentar números tão baixos por muito tempo. 

4)    Dallas Keuchel (LHP, Houston Astros) +8,30und

Lesionado no momento, Keuchel começou apenas 11 jogos nessa temporada e os Astros venceram 10 de seus 11 começos. Após um ano ruim em 2016, Keuchel foi desvalorizado em seus primeiros jogos na temporada, mas logo os oddmakers ajustaram e o pitcher voltou a receber cotações condizentes com seu antigo nível de Cy Young. 

5)    Lance McCullers Jr. (RHP, Houston Astros)

Talentoso mas com problemas de lesões na última temporada, McCullers tem sido saudável esse ano e mostrou evolução em seu controle o que fez com que o arremessador alcançasse um novo nível de atuações. Jogando para o que até agora é o melhor time da temporada, McCullers só foi derrotado três vezes e foi o 5° arremessador mais lucrativo até o momento. 

Maiores Prejuízos 

01)    Josh Tomlin (RHP, Cleveland Indians) -11,00und

A já baixa velocidade de Tomlin caiu ainda mais nessa temporada e apesar de ter taxas semelhantes às do último ano em strikeouts e walks, Tomlin tem sido hittable e com BABIP .356 o arremessador postou ERA 6.17 ao longo de 16 começos esse ano, com os Indians vencendo apenas cinco de seus começos. Atuando pelos atuais vice-campeões e saindo de uma temporada decente, Tomlin foi muitas vezes superestimado nas cotações e por isso foi a pior opção de aposta durante a primeira metade da temporada, mesmo tendo a maior porcentagem de vitórias entre os cinco arremessadores que produziram os maiores prejuízos. 

02)    Jerad Eickhoff (RHP, Philadelphia Phillies) -10,5und

Colocado na lista de inativos devido a uma lesão nas costas, Eickhoff piorou bastante de desempenho em relação a última temporada e atuando por um time fraquíssimo, venceu apenas duas partidas até o momento, o colocando como o 2° arremessador que mais produziu prejuízos até o momento. 

03)    Jered Weaver (RHP, San Diego Padres) -9,00und

Weaver ainda consta na lista de lesionados, mas a tendência é que o arremessador não volte a atuar na MLB. Na lista desde 2006, o pitcher já vinha mostrando sinais de declínio há muito tempo, tendo ERA superior a 4.00 em suas duas últimas temporadas com os Los Angeles Angels. Os Padres foram derrotados em todas os nove começos de Weaver na temporada, o que o coloca como o 3° arremessador que mais produziu prejuízos esse ano. 

04)    Chad Kuhl (RHP, Pittsburgh Pirates) -8,20und

Kuhl já não havia sido efetivo na última temporada pelos Pirates, mas com a equipe tendo poucas opções para a rotação, o jogador voltou a assumir uma das vagas de titular. Kuhl tem um controle deficiente de seus arremessos e não consegue muitos strikeouts, os Pirates venceram apenas 4 de seus 16 começos, colocando Kuhl na 4° colocação entre os arremessadores que mais produziram prejuízo na temporada. 

05)    Matt Moore (LHP, San Francisco Giants) -7,80und

Moore tem estado em declínio nas últimas três temporadas e nesse ano o seu já mal controle se deteriorou e aliado a um time decepcionante dos Giats, Moore venceu apenas cinco de seus dezessete jogos, sendo o 5° arremessador que mais deu prejuízo aos seus apoiadores esse ano. 

Melhores apostas em Over 

01)    Zack Wheeler (RHP, New York Mets) 10-2-2 O/U/D

Com constantes problemas de lesões nos últimos anos, Wheeler não retornou bem, mas ainda mantendo uma esperançosa boa taxa de K/BB, os oddmakers consistentemente definiram linhas baixas nos jogos do arremessador, esperando por uma possível melhora do pitcher. Seus dois últimos jogos foram bons e ele cedeu apenas 4 corridas ao longo de 9.2 IP de serviço. Com sua velocidade ainda acima da média e boa capacidade para conseguir strikeouts, é provável que Wheeler melhore no decorrer da temporada e que seus jogos já não sejam grandes escolhas para over, mas por enquanto, o arremessador postou a maior porcentagem de over entre os pitchers que começaram ao menos dez partidas na temporada. 

02)    Taylor Glasnow (RHP, Pittsburgh Pirates) 8-2-2 O/U/D

Glasnow tem um grande talento bruto e foi ranqueado como um do melhores prospects da liga antes do início da temporada. O pitcher porém, foi um grande fracasso em seus 12 começos e retornou para a Triple-A para aprimorar seu controle. Glasnow teve ERA 7.45 ao longo de seus 12 começos na temporada e cedendo tantas corridas, seus jogos terminaram constantemente em over. 

03)    Vince Velasquez (RHP, Philadelphia Phillies) 7-2-1 O/U/D

Saindo de uma temporada consistente onde postou ERA 4.12 ao longo de 24 starts, era esperado que Velasquez evoluísse esse ano, mas não foi isso o que aconteceu. O pitcher mostrou grandes problemas contra rebatedores canhotos e postou ERA 5.58 antes de ser colocado na lista de lesionados devido a uma lesão no cotovelo. Sendo presa fácil para rebatedores canhotos e tendo enfrentado o forte ataque dos Nationals por três vezes na temporada, Velasquez foi uma das apostas mais consistentes em over durante a primeira metade da temporada. 

04)    Robert Gsellman (RHP, New York Mets) 10-3-1 O/U/D

Haviam muitas expectativas sobre Gsellman se tornando mais um forte membro da rotação dos Mets após o arremessador ter postado ERA 2.42 ao longo de sete começos na última temporada, Gsellman não esteve à altura das expectativas e foi horrível na primeira metade da temporada, sendo inclusive movido para o bullpen em um ponto da temporada. O arremessador foi colocado na lista de lesionados com uma lesão na parte posterior da coxa e não deve retornar tão cedo a rotação. 

05)    Sonny Gray (RHP, Oakland Athletic) 10-3 O/U

Gray é um forte concorrente a mudar de time na trade-deadline com os A’s não sendo um competidor real esse ano e buscando algum valor em uma possível troca do arremessador. O pitcher teve um péssimo início de temporada, mas melhorou ao longo dos dois últimos meses e deve continuar fazendo avanços. Parte do seu recorde de totais é culpa de seu mau começo, mas em muitos jogos o bullpen auxiliou nas altas pontuações, com a unidade do A’s ainda sendo bastante inconstante. 

Melhores Apostas em Under

01)    Jose Berrios (RHP, Minnesota Twins) 1-8-1 O/U/D

Saindo de uma terrível temporada de calouro, onde postou ERA 8.02 ao longo de 14 começos, Jose Berrios teve muitas linhas de totais infladas em seu retorno na Major League, com os oddmakers levando pouca fé em uma melhora do arremessador. Berrios porém, foi ótimo desde que retornou da Triple-A, e jogos de alta pontuação em começos do arremessador só voltaram a acontecer nos seus dois últimos começos, após os jogos iniciados por ele irem 0-8 O/U até o início de julho. 

02)    Kyle Freeland (LHP, Colorado Rockies) 2-13-2 O/U/D

Novato, Freeland tem tido ótimos resultados pelos Rockies. Totais no Coors Field são sempre muitos altos e com o arremessador postando ERA 3.23 em casa, oddmakers acabaram superados principalmente nos começos do pitcher em casa. Com isso, Freeland foi uma das melhores apostas em under durante a primeira metade da temporada. 

03)    Eddie Butler (RHP, Chicago Cubs) 2-8 O/U

Detectar os motivos que fazem de Eddie Butler um bom pitcher para under é fácil. O arremessador tem sido o mais consistente da decadente rotação dos Chicago Cubs, ao mesmo tempo em que era o pitcher menos valorizado do time, o que fez com que os oddmkers por muitas vezes definissem altos totais nos jogos do arremessador. Butler tinha sido terrível em seus três anos com os Colorado Rockies e passou de um ERA 5.84 na carreira para 3.88 até o momento nessa temporada. 

04)    Yu Darvish (RHP, Texas Rangers) 4-13-1 O/U/D

Saudável, Darvish tem tido um bom ano, ao mesmo tempo em que o ataque dos Rangers tem sido muito abaixo do esperado, o que fez com que seus jogos consistentemente terminassem com baixa pontuação. O arremessador é também um forte candidato para ser trocado na trade-deadline e se juntar a um time concorrente pelo título. 

05)    Carlos Carrasco (RHP, Cleveland Indians) 4-12 O/U

Carrasco tem um ERA maior do que na última temporada, mas ainda se mantem como um pitcher acima da média e os Indians contribuíram para que os jogos do arremessador raramente tivesse muitas corridas, com o bullpen da equipe ainda sendo dominante e com o ataque um pouco improdutivo em jogos iniciados por ele. 
 


Casas de apostas

188BET

Bônus

R$400

Ganhar
Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$500

Ganhar
10Bet

Bônus

R$300

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Betboro

Bônus

U$500

Ganhar