Análise Técnica nas Apostas Esportivas





Análise Técnica nas Apostas Esportivas

 

Parte I: Descubra o seu perfil de apostador

 

“A raposa sabe muitas coisas, mas o porco-espinho sabe uma coisa muito importante”

                                                                      (filósofo inglês Isaiah Berlin, 1907-1997)

 

 

A frase acima talvez queira dizer que o porco-espinho tenha uma maior capacidade de se concentrar num único objetivo, de ter foco, diferente da astuciosa “raposa”, que pode adotar diferentes estratégias de ação e ataque.

Ou seja, não importa de qual forma a raposa se mobilize, o porco-espinho sempre vai se defender da mesma forma: lançando seus espinhos em quem estiver ao seu redor.

Perceber os outros ou a si mesmo como um apostador “porco-espinho” ou “raposa” pode lhe ajudar a melhor dimensionar as futuras tomadas de decisão nas apostas.

Neste artigo vou iniciar a abordagem de algumas questões relativas aos hábitos e rotinas de um apostador, principalmente na forma de analisar e estudar os jogos, os resultados e o desempenho próprio.

Eu iniciei com esta metáfora do porco-espinho porque acredito que exista uma certa distinção entre apostadores que se baseia prioritariamente nos números e estatísticas (ou apostador Nutella como as brincadeiras da web viralizaram) e os apostadores que confiam nos seus instintos e experiência (apostador Raiz).

Não me atrevo a dizer o que é melhor, pois o que conta é o desempenho positivo que cada um consegue. Mas sei que as raposas vão mudar de opinião ou métodos com mais facilidade e os porcos-espinho irão ser mais “cabeça-dura” em relação às mudanças.

Entretanto, se você tem um método nas apostas e consegue ganhar com ele, provavelmente deve mantê-lo. Porém chegará um momento em que ajustes serão necessários para ampliar os horizontes de lucro.

Pessoalmente eu uso em cada jogo um pouco de cada abordagem, dependendo do jogo, da modalidade, do mercado ou da Liga. Em algumas competições a quantidade de informação é abundante e faz sentido mergulhar nos números.

Em outras, mal se consegue saber qual time irá a campo, o que exige uma abordagem muito diferente para analisar os jogos e apostar neles.

Eu trouxe essa discussão também pelo fato de que a maioria dos apostadores incorpora em sua rotina o hábito de pesquisar as dicas de apostas espalhadas pela Web para depois decidir onde aplicar seus investimentos e apostas.

Nesta busca, é muito mais fácil gostar de uma dica pronta, explicada, feita por um “porco-espinho” que diz para você: aposte neste time, neste mercado, com estas unidades de valor. Claro que nosso cérebro gosta de uma opinião firme e decidida, pronta para consumo. Nosso bolso talvez não queira a opinião de uma raposa que apresente os fatos mas que fique em cima do muro e que diga sinceramente não ter opinião sobre certo jogo.

Acredito que toda informação que faça o apostador pensar por si próprio é a mais indicada para quem quiser levar as apostas a sério no longo prazo.

 

Ferramentas do dia-a-dia

Em relação aos números e dados vou listar algumas fontes de consulta para jogos de futebol:

-Resultados e tabelas no SoccerWay.

-Números de totais de gols, dados HT, Over/Under, minutos dos gols e Handicaps na Database do NowGoal.

- Dados específicos dos times no Footstats.

-Movimentações e diferenças entre as odds iniciais para as atuais pelo Asianodds , Odds Comparison do NowGoal.

- Stats in-play do BetBallers.

- Escalações dos times no WhoScored, Globo Esporte e Futebol do Interior.

 

Aspectos Subjetivos

Para auxiliar nas decisões nas quais a análise dos números deram alguma tendência de aposta, é indicado avaliar aspectos subjetivos dos jogos utilizando:

- Ler notícias sobre os times, desfalques, gerenciamento administrativo dos clubes, pagamento de salários, motivação.

- Avaliar as possibilidades dos times que estão em má forma melhorarem e os que estão se superando além da conta retornarem ao seu “normal”.

- Comparar nossa avaliação pessoal dos times com as odds oferecidas. Para tal, recomendo que o apostador tenha o essencial hábito de anotar a cada rodada qual seriam as odds e handicaps para cada jogo, sem ver os já publicados. Inicialmente, eu “construo” minhas odds olhando a tabela e lembrando das recentes atuações dos times, depois ajusto-as de acordo com as notícias. Depois disso, quando vejo as odds nas casas de apostas tenho uma melhor opinião sobre elas.

- Acompanhar a forma atual dos times. Não há escapatória: para ser um bom apostador é necessário assistir aos jogos. Um “ver” vale mais que 10 “ouvir falar”. Ou seja, confie em suas próprias opiniões, mas veja os jogos na TV. Apostar e reclamar que o time perdeu é fácil, mas o trabalho profissional exige dedicação e tempo gasto.

- Além de ver os jogos ao vivo, vale a pena buscar os melhores momentos dos outros jogos que não assistiu, ler comentários sobre os jogos e ver programas esportivos.

Porém as informações absorvidas nestas ações podem ser sintetizadas de forma escrita, preferivelmente.  Ou seja, criar um pequeno guia pessoal com suas notas e avaliações sobre os jogos, times e a importância de certos jogadores para cada time.

- Buscar opiniões em sites com dicas como o aposta10,  blogs como o Blogabet, amigos apostadores, grupos de discussão e comunicação privada. Na solitária rotina do apostador é fundamental expandir a rede de contatos com colaboração mútua.

 

Independente se você prefere decidir suas apostas utilizando mais as estatísticas ou a intuição, se você prefere o porco-espinho e sua grande idéia em vez da experimentadora raposa, uma coisa é certa para: ambos cultivam um feroz instinto de sobrevivência da sua banca.

No próximo artigo vamos tratar da Avaliação de Resultados e Desempenho nas apostas.

 

Continue conosco e boas apostas!


Casas de apostas

188BET

Bônus

R$400

Ganhar
Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$500

Ganhar
10Bet

Bônus

R$300

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Betboro

Bônus

R$ 500

Ganhar